Já se tornou evidente que existem problemas na plataforma blockchain da Ethereum. Mesmo que os problemas não sejam tão significativos, ainda assim será trabalhoso consertar todos. No passado, os desenvolvedores do Ethereum já deixaram os tokens da DAO de lado simplesmente por que seria impossível usá-los.

Mesmo que isto tenha criado precedentes para futuros resgates, não representa problemas muito maiores. Isto pode mudar em pouco tempo por causa da EIP 867. Uma proposta que busca introduzir um mecanismo de recuperação normatizado para o Ethereum que permitiria modificações feitas na blockchain lidar com fundos perdidos, roubados ou inacessíveis.

Tais protocolos de melhorias sempre serão vistos com muito receio. Algumas pessoas irão dizer que mesmo que as mudanças visem melhorar o resgate de fundos inacessíveis, isto também abre espaço para que a ferramenta seja usada para fins próprios.

A proposta em si busca ser uma solução comum para problemas ligados a perda de fundos no Ethereum. Caso não haja dúvidas sobre a tomada de ação correta a se tomar, tal processo poderia introduzir diversas mudanças positivas no futuro. Já que a tecnologia de contratos inteligentes ainda está dando seus primeiros passos, é bem provável que mais fundos serão roubados ou perdidos por causa de imperfeições técnicas.

Com estes fundos em um tipo de limbo, onde ninguém consegue acessá-los, uma solução completamente nova deverá ser desenvolvida em algum momento. Uma proposta formalizada como a EIP mostra que os desenvolvedores querem tornar isto possível.

Se a EIP 867 será aceita ou não, ainda não se sabe, mas é evidente que algo deve ser feito o quanto antes para recuperar os fundos perdidos e esta abordagem parece mais favorável se comparada com o método atual. Só o tempo mostrará como a EIP será aceita.